A Garota de Ipanema

Posted on dezembro 1, 2011

0



Por Bruna Garcez

A canção Garota de Ipanema, composta em 1962 pelos músicos Vinícius de Moraes e Antônio Carlos Jobim, é a mais perfeita tradução da graça e beleza da mulher brasileira, desde o seu modo característico de se vestir até a sua maneira especial de caminhar. Andando distraída nas areias quentes da praia de Ipanema, Helô Pinheiro foi como um colírio para os olhos de Tom e Vinicius. Esse despertar do olhar em forma de admiração traduziu-se em canção, percorrendo o mundo inteiro, e hoje, encontra-se listada entre as músicas mais regravadas da história, além de ser uma das mais conhecidas da MPB e da bossa nova.   

Eneida Menezes Paes Pinto Pinheiro, conhecida por Helô Pinheiro, na época com apenas 17 anos, nunca imaginou ter sua imagem consagrada pela voz de músicos tão reconhecidos. “Foi um momento muito especial quando um fotógrafo contou que viu o Tom e o Vinicius no Bar Veloso na Rua Montenegro, atual Vinicius de Moraes, comentando haver feito uma música inspirada em mim. Não acreditei”, relatou a musa. Confirmando o fato, três anos depois, a composição explodiu nas rádios e, de próprio punho, Vinicius revelou um texto poético, para a Revista Manchete o intitulando por “A verdadeira Garota de Ipanema”.  “A minha intenção é a expressão do quanto essa musa inspiradora tocou fundo em nós”, declara o músico.

Com isso, a repercussão veio à tona. Helô já obtinha todos os holofotes voltados para a sua imagem e, inesperadamente, sua carreira iniciou-se ali. “Estou inserida numa situação privilegiada, foi um passado de muito sucesso e coisas belas na história da música brasileira”, afirmou ela. A eterna “garota de Ipanema” destacou ainda a responsabilidade em representar todas as garotas do bairro e a sensação em passar próximo ao cenário em que marcou a sua história. “Hoje eu passo em frente ao bar Veloso e recordo tudo o que aconteceu, é maravilhoso, apesar de no ínicio ter ficado um pouco assustada com o “assédio”, era muito tímida”, confessou Helô.

De forma admirável e com muita felicidade e gosto, Tom e Vinicius captaram esse momento dos anos 60, acentuando ainda mais pelo mundo a fama da beleza e graça da mulher brasileira. Após 49 anos de composta a música, Helô Pinheiro não deixa a desejar quando o assunto é beleza. Atualmente, mãe de quatro filhos, a musa concilia a vida familiar com a vida profissional. Dona de um currículo bastante diversificado, de modelo, apresentadora à empresária. Hoje, encontra-se mais focada na sua loja “Garota de Ipanema”, que oferece vestimentas da moda praia, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

DE IPANEMA PARA A PLAYBOY

Em 1987, Helô Pinheiro estreiou seu primeiro ensaio fotográfico para a revista Playboy, reverenciada através de um texto escrito por Tom Jobim. “Heloisa minha brisa, minha eterna inspiração, quando vejo Helô Pinheiro corro pro banheiro vou tomar extremução. Tomo leite com farelo pra baixar a hipertensão. Heloisa, Heloisinha, quem te chama é Tom Jobim, te espero na mesma esquina, já comprei amendoim”, declarou o músico. “Foi muito bom ter o Tom com um olhar de aprovação para a minha decisão, precisava fazer alguma coisa diferente e não me arrependo”, confessa Helô.

Aos 58 anos, em abril de 2003 a musa reapareceu na revista mas agora, ao lado da filha Ticiane Pinheiro. O trabalho repercutiu bastante na mídia, pois, pela primeira vez, mãe e filha se fotografaram juntas num ensaio de capa, além disso, Helô é a mais velha das modelos reportadas.

 

ACLAMADA POR STEVIE WONDER E OUTRAS VOZES INTERNACIONAIS

Veja aqui Stevie Wonder cantando garota de Ipanema.

Anúncios